Buscar
  • Concretoleve Arquitetura

Descubra os melhores móveis para consultório e clínicas


O paciente chega até você, através de uma indicação ou na busca pela sua especialidade, em seguida, uma consulta é agendada e ele então conhece o ambiente e as experiências que compõem seu atendimento.

A primeira impressão, durante a visita presencial, faz toda diferença. Os elementos presentes no ambiente como cores, objetos, paredes, pisos e móveis criam um conjunto sensorial capaz de gerar rapidamente um pré-julgamento da sua posição profissional, e te digo alguns exemplo:

Se ele enfrentou dificuldades em acessar ou andar pelo espaço, ele pode entender a indisponibilidade em você recebê-lo…

Se uma mãe precisou intervir cada vez que a criança se aproximou de algo por receio de estragar, o constrangimento indica o despreparo para receber a criança...

ou até

Se você diz promover o bem-estar e seu colaborador não tem condições de trabalho compatível, demonstra que o bem-estar é só para quem te convém.

São situações, doloridas, e contribuem, consciente e inconscientemente, com a avaliação das pessoas sobre seu consultório ou clínica e podem refletir na reputação do seu atendimento.

Para te ajudar a enxergar melhor esta situação e se antever, neste texto descreverei as análises necessárias para escolha dos móveis para consultório e clínicas. Afinal, se você se importa com a sua reputação isso não deve ser ignorado. Confira!



Durante o processo de abertura ou reforma de uma clínica ou consultório algumas questões precisam ser consideradas, dentre elas, o branding (posicionamento) da sua marca, as especialidades, o público que será recebido, a escolha do local, licenças de funcionamento e por consequência a escolha do mobiliário.

Porém, infelizmente, o mobiliário não recebe a devida importância quando comparado aos demais. E é aí que muitos profissionais da saúde erram.

Antes de explicar as relações dos itens acima com os móveis, preciso esclarecer quais móveis para consultório, serão relevantes neste texto:

cadeiras, poltronas, mesas, mesas de exame, balcão de atendimento, armários (marcenaria) ( cadeira para consultório poltrona para consultório mesa para consultório armário para consultorio

>> Branding da marca x Móveis

Para você que não sabe, o branding ou gestão da marca refere-se a imagem e os ideais da sua clínica ou consultório, em geral, é representado através do posicionamento social, identidade visual (nome, cores, símbolos).

A escolha dos móveis é posterior ao processo de criação do branding, porém eles estão diretamente ligados, pois uma das formas de expor suas intenções é através dos modelos, texturas, cores, dos móveis.

Por exemplo: Faz sentido uma marca se posicionar como naturalista, defender o uso de produtos naturais, boicotar o desmatamento e levantar a bandeira de proteção aos animais ter logo na entrada tem um balcão de atendimento esculpido em madeira maciça e uma poltrona com um tecido que (mesmo não sendo verdadeiro) remete à pele de um animal?


>> Tipo de especialidade x Móveis


As demandas básicas, de equipamentos e móveis, provenientes da sua especialidade já são do seu conhecimento, você só não pode esquecer que, com o uso constante e a manutenção dos cuidados para manter a limpeza e higiene eles podem sofrer desgastes, principalmente agora com os novos padrões de combate à vírus e bactérias evidenciados pela pandemia do novo coronavírus.

A escolha dos móveis deve considerar sua resistência à longo prazo, aos cuidados diários.

Por exemplo: Diante dos novos padrões de higienização, é se suma importância, a limpeza constante dos balcões de atendimento, porém nem todos tipos de materiais são capazes de suportar o contato com os produtos recomendados para a higiene. Significa que, uma escolha errada pode levar à um novo investimento num prazo menor do que o ideal para manutenção.


>> Público Alvo x Móveis


Na minha opinião como arquiteta, especialista em interiores de ambientes de saúde, os maiores erros das clínicas e consultórios, em geral, estão neste fator.

Se você, ainda não definiu, o público específico atendido em seu consultório, no mínimo considere a importância de escolher móveis que acomodem bem qualquer publico.

Entretanto, esta opção pode deixar sua clínica ou consultório numa situação delicada, porque acomodar todo mundo bem, de forma alguma é impossível, mas é um desafio para sua reputação.

Por isso, minha dica é, busque clareza sobre seus colaboradores e as pessoas que recebe, entenda e avalie como é possível fazê-los sentir:

acolhidos, confortáveis, mesmo diante das suas limitações físicas e mentais e culturalmente aceito.

Poderia citar vários exemplos, mas escolhi dois bem comuns:

  1. Nas clínicas infantis, não deveria ser considerada uma falta de cuidados extrema ter objetos cortantes, quebráveis, rasgáveis e que atraem a atenção dos pequenos?

  2. Clínicas atuantes em avaliações para cirurgias bariátricas possuírem apenas um assento reservado para pessoas acima do peso, concorda que é uma falha gravíssima?

Pois bem, não foi uma nem duas vezes que visitei alguma e me deparei com estes erros.


>> Escolha do local x Móveis


Por último, a escolha do local da clínica ou consultório é o xeque-mate de tudo exposto até aqui.

É preciso uma análise criteriosa sobre as possibilidades oferecidas pelo local, para identificar se é possível atender a todas diretrizes mencionadas nos itens acima.

O espaço disponível, as limitações físicas e potencial dos ambientes, para saber as análises necessárias, leia isso antes de escolher o local.

E claro, não posso deixar de mencionar que considerar estes fatores, é também uma estratégia de humanização dos ambientes de saúde.

São muitos fatores a serem considerados não é mesmo?

Não se preocupe, eu sei que gerir uma clínica ou consultório não é tarefa simples, exige de você muito conhecimento multidisciplinar e não é possível saber tudo.

Portanto, os melhores móveis para sua clínica e consultório, são aqueles que representam seu posicionamento profissional.


E não se culpe por não pensar nisso antes, sei que os assuntos relacionados aos ambientes, geralmente são discutidos em congressos, cursos e aulas da sua área, apenas pautando as regras básicas de acessibilidade (em rampas, portas e banheiros) para funcionamento da clínica.

Por isso, não deixe a escolha errada dos móveis ser uma brecha para manchar sua reputação como profissional da saúde. Você não merece ser constrangido, depois de tantos anos se preparando para ter seu tão sonhado ambiente de atendimento, por algo tão simples de resolver. Se precisar conte comigo.


Sobre a autora

Ana Paula Medina

Arquiteta especialista em interiores, com atuação em ambientes de saúde.

Acesse - @concretoleve.arquitetura



0 visualização